Curso EaD

Secretaria Nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional promove cursos gratuitos sobre Gestão Sustentável de RSU

Por ProteGEEr, publicado em 25.10.21, última modificação em 25.10.21
Secretaria Nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional promove cursos gratuitos sobre Gestão Sustentável de RSU

Estão abertas as inscrições para os dois cursos de ensino à distância “Fundamentos e Premissas-Chave para a Gestão Sustentável de Resíduos Sólidos Urbanos” e “Tratamento e Valorização de Resíduos Sólidos Urbanos”. Ambos são parte de uma iniciativa da Secretaria Nacional de Saneamento, do Ministério do Desenvolvimento Regional, que contou com a contribuição de especialistas e profissionais da área do saneamento para apresentar o que há de mais atual gestão sustentável de resíduos 

Os cursos oferecem conteúdo especializado sobre a gestão sustentável de resíduos nos municípios para profissionais, gestores e gestoras municipais interessados em ampliar seus conhecimentos na área. Entre as principais competências promovidas pelos cursos destacam-se: o conhecimento das principais legislações do setor, como o Marco Legal do Saneamento Básico e a Política Nacional de Resíduos Sólidos; a compreensão de ações integradas no manejo de resíduos para o alcance de uma gestão sustentável; além do domínio de ferramentas, políticas públicas e sistemas que possibilitem a sustentabilidade econômico-financeira de uma gestão de RSU, entre outros assuntos.  

O primeiro curso “Fundamentos e Premissas-Chave para a Gestão Sustentável de Resíduos Sólidos Urbanos”, tem por objetivo oferecer conhecimentos básicos e fundamentais para prover a sustentabilidade econômico-financeira no manejo de RSU, soluções regionalizadas, a importância do encerramento dos lixões e de uma gestão sustentável de resíduos.  

Já o curso “Tratamento e Valorização de Resíduos Sólidos Urbanos” traz um aprofundamento técnico e na tomada de decisão sobre rotas tecnológicas para tratamento e valorização dos resíduos e seus respectivos impactos nas emissões de gases de efeito estufa. Os módulos permitirão, portanto, que o aluno/a estime tanto o impacto climático quanto econômico-financeiro das alternativas tecnológicas. Além disso, serão apresentadas práticas de logística e valorização, tais como a coleta seletiva, tratamento de resíduos orgânicos e recuperação energética. 

As inscrições estão disponíveis durante os dias 21/10/2021 até 04/11/2021 e podem ser realizadas no site do capacidades. Cada curso tem cerca de 20 horas de duração. 

Essa iniciativa é fruto de uma parceria entre a Secretaria Nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional com a Fundação Nacional da Saúde (Funasa) no âmbito do projeto de cooperação técnica ProteGEEr, financiado pela Iniciativa Internacional pelo Clima (IKI) e implementado por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.